ago
25
Quem foi Sócrates?
1 Flares Twitter 1 Facebook 0 Filament.io 1 Flares ×
…Vamos voltar à nossa filosofia. Já vencemos a primeira parte do curso. Refiro-me com isto à filosofia da natureza, que significou uma verdadeira ruptura com a visão mitológica do mundo. Vamos conhecer agora os três maiores filósofos da Antigüidade: Sócrates, Platão e Aristóteles. Esses três filósofos, cada um a seu modo, marcaram profundamente a civilização européia.
Os filósofos da natureza são freqüentemente chamados de pré-socráticos, pois viveram antes de Sócrates. É verdade que Demócrito morreu alguns anos depois de Sócrates, mas todo o seu pensamento está inserido no universo da filosofia natural pré-socrática. Isto porque Sócrates representa um divisor de águas não apenas do ponto de vista temporal. Nosso ponto de referência geográfico também se altera agora. É que Sócrates foi o primeiro filósofo nascido em Atenas e tanto ele quanto seus dois sucessores viveram e atuaram em Atenas. Talvez você se lembre que Anaxágoras também viveu algum tempo em Atenas, mas foi banido da cidade porque considerava o Sol uma esfera incandescente (Sócrates também não viria a ter um destino mais feliz!).
A partir da época de Sócrates, Atenas passou a constituir o centro da cultura grega. Mais importante ainda do que isto é observar que, quando passamos dos filósofos da natureza para Sócrates, verificamos também uma mudança essencial em todo o projeto filosófico.
Antes de conhecermos Sócrates, vamos falar um pouco sobre os chamados sofistas, que em sua época eram a marca registrada de Atenas.
Que se abram as cortinas, Sofia! A história do pensamento é um drama de muitos atos.
QUEM FOI SÓCRATES?
Sócrates (470-399 a.C.) talvez seja a personagem mais enigmática de toda a história da filosofia. Ele não escreveu uma única linha e, não obstante, está entre os que maior influência exerceram sobre o pensamento europeu. Seu fim trágico talvez seja o que o tornou famoso até mesmo entre os que conhecem pouco de filosofia.
Sabemos que Sócrates nasceu em Atenas e que ali passou toda a sua vida, sobretudo nas praças dos mercados e nas ruas, onde conversava com toda a sorte de pessoas. Sócrates dizia que a relva e as árvores do campo não podiam lhe ensinar nada. E ele era capaz de ficar horas parado, totalmente mergulhado em pensamentos.
Enquanto viveu já era visto como uma pessoa enigmática e logo depois de sua morte foi considerado o fundador das mais diversas correntes filosóficas. E justamente porque era tão enigmático e porque o que dizia podia ser interpretado de diferentes formas é que correntes filosóficas tão diferentes puderam reivindicá-lo como o precursor de seus princípios.
Uma coisa é certa: Sócrates era feio de doer. Era baixo e gordo, tinha olhos que pareciam querer saltar das órbitas e o nariz arrebitado. Mas seu interior era “absolutamente maravilhoso”, conforme diziam. E mais: diziam que se poderiam vasculhar o presente e o passado e não se encontraria ninguém comparável a ele.
Apesar disso, Sócrates foi condenado à morte por sua atividade como filósofo.
Conhecemos a vida de Sócrates sobretudo através de Platão, seu discípulo e também um dos maiores filósofos da história.
Platão escreveu muitos Diálogos, ou conversas filosóficas, nos quais Sócrates aparece.
Quando Platão dá a palavra a Sócrates, não podemos afirmar com toda a certeza que foi Sócrates quem realmente disse tais palavras. Por isso não é fácil separar os ensinamentos de Sócrates dos de Platão. O mesmo problema vale também para muitas outras personalidades da história que não nos legaram uma obra escrita. O exemplo mais conhecido é o de Jesus Cristo. Não podemos saber ao certo se o “Jesus histórico” realmente disse o que Mateus ou Lucas dizem que ele disse. Assim, será para sempre um mistério o que o “Sócrates histórico” realmente disse.
Apesar disso, não é muito importante saber quem Sócrates “realmente” foi. É sobretudo a imagem que Platão pintou dele que inspira o pensamento ocidental há quase dois mil e quatrocentos anos.
A ARTE DO DIÁLOGO
O ponto central de toda a atuação de Sócrates como filósofo estava no fato de que ele não queria propriamente ensinar as pessoas. Para tanto, em suas conversas, Sócrates dava a impressão de ele próprio querer aprender com seu interlocutor. Ao “ensinar”, ele não assumia a posição de um professor tradicional. Ao contrário, ele dialogava, discutia.
Mas Sócrates não teria se tornado um filósofo famoso se apenas tivesse prestado atenção ao que os outros diziam. E é claro que também não teria sido condenado à morte por causa disso. Geralmente, no começo de uma conversa, Sócrates só fazia perguntas, como se não soubesse de nada. Durante a conversa, freqüentemente conseguia levar seu interlocutor a ver os pontos fracos de suas próprias reflexões. Uma vez pressionado contra a parede, o interlocutor acabava reconhecendo o que estava certo e o que estava errado.
Dizem que a mãe de Sócrates era parteira, e o próprio Sócrates costumava comparar a atividade que exercia com a de uma parteira. Não é a parteira quem dá à luz o bebê. Ela só fica por perto para ajudar durante o parto. Sócrates achava, portanto, que sua tarefa era ajudar as pessoas a “parir” uma opinião própria, mais acertada, pois o verdadeiro conhecimento tem de vir de dentro e não pode ser obtido “espremendo-se” os outros. Só o conhecimento que vem de dentro é capaz de revelar o verdadeiro discernimento.
Deixe-me explicar melhor: a capacidade de dar à luz é uma característica natural. Da mesma forma, todas as pessoas podem entender as verdades filosóficas, bastando para isto usar a sua razão. Quando uma pessoa “toma juízo”, ela simplesmente traz para fora algo que já está dentro de si.
E justamente porque fingia que não sabia de nada, Sócrates forçava as pessoas a usar a razão. Sócrates era capaz de se fingir ignorante, ou de mostrar-se mais tolo do que realmente era. Chamamos a isto de ironia socrática. Foi assim que ele conseguiu expor as fraquezas do pensamento dos atenienses. E isto podia acontecer bem no meio da praça do mercado, no meio de toda a gente. Um encontro com Sócrates podia significar expor-se ao ridículo, ao riso do grande público.
Não é de espantar, portanto, que ele incomodasse e irritasse muitas pessoas, sobretudo os que detinham poder na sociedade. Sócrates dizia que Atenas era como uma égua preguiçosa e ele um mosquito que lhe picava o flanco para mostrar-lhe que ela ainda estava viva. (O que fazemos com os mosquitos, Sofia? Você pode me dizer?)
Fonte: Do Livro O Mundo de Sofia
Related Posts with Thumbnails
Free PDF    Enviar artigo em PDF   

22 Comentários


     Breno Lucano
     terça-feira, 25 de agosto de 2009
     14:16
     

    gravatar

    Os autores que nada escreveram se me tornam paradigmáticos! E Sócrates não foi o único. Debruço-me em Epicteto como outro exemplo notável. O problema Sócrates, assim, também, de certa forma, se chama problema Epicteto. Platão aqui toma a forma de Arriano, e nada sabemos do mestre senão pela leitura de seu discípulo.

    Vejo de forma instigante a re-construção do Sócrates histórico, assim como de um Epicteto histórico ou mesmo de um Diógenes histórico, além das "chreia" contadas, além dos mitos e lendas formadas. Há muito o que ler!







     leticia lopes *6b*
     terça-feira, 25 de agosto de 2009
     12:59
     

    gravatar

    1-É verdade que Demócrito morreu alguns anos depois de Sócrates, mas todo o seu pensamento está inserido no universo da filosofia natural pré-socrática. Isto porque Sócrates representa um divisor de águas não apenas do ponto de vista temporal. Nosso ponto de referência geográfico também se altera agora;

    2-Uma coisa é certa: Sócrates era feio de doer. Era baixo e gordo, tinha olhos que pareciam querer saltar das órbitas e o nariz arrebitado. Mas seu interior era “absolutamente maravilhoso”, conforme diziam. E mais: diziam que se poderiam vasculhar o presente e o passado e não se encontraria ninguém comparável a ele.

    3-Só o conhecimento que vem de dentro é capaz de revelar o verdadeiro discernimento.







     Pietra 6 B =)
     terça-feira, 25 de agosto de 2009
     13:00
     

    gravatar

    1-Sócrates (470-399 a.C.) talvez seja a personagem mais enigmática de toda a história da filosofia. Ele não escreveu uma única linha e, não obstante, está entre os que maior influência exerceram sobre o pensamento europeu. Seu fim trágico talvez seja o que o tornou famoso até mesmo entre os que conhecem pouco de filosofia.
    Vou por mais de três Professor !!!

    2-Uma coisa é certa: Sócrates era feio de doer. Era baixo e gordo, tinha olhos que pareciam querer saltar das órbitas e o nariz arrebitado. Mas seu interior era “absolutamente maravilhoso”, conforme diziam. E mais: diziam que se poderiam vasculhar o presente e o passado e não se encontraria ninguém comparável a ele.
    Isso é verdade mesmo em!!! Concordo plenamente com o 2 artigo 0_0

    3- (esse você falou na sala e é importante…)Dizem que a mãe de Sócrates era parteira, e o próprio Sócrates costumava comparar a atividade que exercia com a de uma parteira. Não é a parteira quem dá à luz o bebê. Ela só fica por perto para ajudar durante o parto. Sócrates achava, portanto, que sua tarefa era ajudar as pessoas a “parir” uma opinião própria, mais acertada, pois o verdadeiro conhecimento tem de vir de dentro e não pode ser obtido “espremendo-se” os outros. Só o conhecimento que vem de dentro é capaz de revelar o verdadeiro discernimento.
    Vou por mais um…
    4- Sócrates forçava as pessoas a usar a razão. Sócrates era capaz de se fingir ignorante, ou de mostrar-se mais tolo do que realmente era.
    (e isso era pra fazer as pessoas "pensarem,filosofarem" e não só falar sem pensar… )

    Bjos Professor!!!







     alan 6b
     terça-feira, 25 de agosto de 2009
     13:54
     

    gravatar

    1.Sócrates dizia que a relva e as árvores do campo não podiam lhe ensinar nada.
    2.Sócrates era feio de doer. Era baixo e gordo, tinha olhos que pareciam querer saltar das órbitas e o nariz arrebitado
    3.Sócrates forçava as pessoas a usar a razão. Sócrates era capaz de se fingir ignorante, ou de mostrar-se mais tolo do que realmente era.







     *Gabriela Justi* 6ªb'
     terça-feira, 25 de agosto de 2009
     21:56
     

    gravatar

    Socrates foi um dos maiores filosofos da antiguidade.Ele gostava não só de "ensinar" como também de aprender com as pessoas na qual conversava.Socrates,justamente porque fingia que não sabia de nada,ele forçava as pessoas a usar a razão.
    Ele,apesar disso,foi condenado à morte por sua atividade como filósofo.Desde então,até o século XXI(moderna)ele é considerado um grande filosofo.







     Tramontano 6ªB
     terça-feira, 25 de agosto de 2009
     14:32
     

    gravatar

    1-)Sócrates foi condenado à morte por sua atividade como filósofo
    2-)Sócrates éra capaz dese fingir de ignorante, ou de mostras-de mais tolo do que realmente era
    3-)Ao ensinar, sócrates nao usava métodos de professores tradicionais, ele dialogava.







     Beatriz de Oliveira Quintana*** 6ªsérie B
     terça-feira, 25 de agosto de 2009
     01:20
     

    gravatar

    1-Dizem que a mãe de Sócrates era parteira, e o próprio Sócrates costumava comparar a atividade que exercia com a de uma parteira. Não é a parteira quem dá à luz o bebê. Ela só fica por perto para ajudar durante o parto. Sócrates achava, portanto, que sua tarefa era ajudar as pessoas a “parir” uma opinião própria, mais acertada, pois o verdadeiro conhecimento tem de vir de dentro e não pode ser obtido “espremendo-se” os outros. Só o conhecimento que vem de dentro é capaz de revelar o verdadeiro discernimento.

    2-Ao ensinar, sócrates nao usava métodos de professores tradicionais, ele dialogava.

    3-Uma coisa é certa: Sócrates era feio de doer. Era baixo e gordo, tinha olhos que pareciam querer saltar das órbitas e o nariz arrebitado. Mas seu interior era “absolutamente maravilhoso”, conforme diziam. E mais: diziam que se poderiam vasculhar o presente e o passado e não se encontraria ninguém comparável a ele.







     Gabriela Luci ** 6 B
     terça-feira, 25 de agosto de 2009
     03:06
     

    gravatar

    Gabriela luci 6B

    1. Sócrates era feio de doer. Era baixo e gordo, tinha olhos que pareciam querer saltar das órbitas e o nariz arrebitado. Mas seu interior era "absolutamente maravilhoso", conforme diziam. E mais: diziam que se poderiam vasculhar o presente e o passado e não se encontraria ninguem comparável a ele.

    2. Sócrates achava, portanto, que sua tarefa era ajudar as pessoas a "parir" uma opinião própria, mais acertada, pois o verdadeiro conhecimento que vem de dentro e não pode ser obtido "espremendo-se" os outros. Só o conhecimento que vem de dentro é capaz de revelar o verdadeiro discernimento.

    3. todoas as pessoas podem entender as verdades filosóficas, bastando para isto usar a sua razão.







     ian almeida 6b
     terça-feira, 25 de agosto de 2009
     21:10
     

    gravatar

    .1 O ponto central de toda a atuação de Sócrates como filósofo estava no fato de que ele não queria propriamente ensinar as pessoas
    .2Sócrates era feio de doer. Era baixo e gordo, tinha olhos que pareciam querer saltar das órbitas e o nariz arrebitado
    .3Só o conhecimento que vem de dentro é capaz de revelar o verdadeiro discernimento.







     Gian 6 B
     terça-feira, 25 de agosto de 2009
     22:02
     

    gravatar

    1- E justamente porque fingia que não sabia de nada, Sócrates forçava as pessoas a usar a razão.

    2- Dizem que a mãe de Sócrates era parteira, e o próprio Sócrates costumava comparar a atividade que exercia com a de uma parteira. Não é a parteira quem dá à luz o bebê. Ela só fica por perto para ajudar durante o parto. Sócrates achava, portanto, que sua tarefa era ajudar as pessoas a “parir” uma opinião própria.

    3- Sócrates dizia que a relva e as árvores do campo não podiam lhe ensinar nada. E ele era capaz de ficar horas parado, totalmente mergulhado em pensamentos.







     Rodrigo Milani Brazão 6ªC
     terça-feira, 25 de agosto de 2009
     23:43
     

    gravatar

    1-Sócrates sabia fazer as pessoas entrarem em conflitos sobre opiniões.
    2-Ele se fazia de desentedindo para fazer as pessoas entenderem.
    3-Sócrates sabia que pessoas tinham uma sabedoria,que nem elas mesmo sabiam.







     Bianca Victória Rotemberg 6ªC
     terça-feira, 25 de agosto de 2009
     02:14
     

    gravatar

    1º Socrates se fazia de desintendido para que as pessoas tivessem que usar a ropia razão

    2º a mãe de socrates era parteira, e ele se comparava a ela, pois, ela não dava a luz a criança, ela só ajudava a criança nascer, e ele tambem não fazia a pessoa a aprender a pensar, porque ele sabia que elas ja sabiam, ele só fazia com que elas descobrise o pensamento .

    3ºSocrates tambem se comparava com uma mosca que ficava irritando o cavalo, e como um cavalo, tentamos matar aquilo que nos incomoda, e é isso que fazemos .







     Izadora Freitas 6°C
     terça-feira, 25 de agosto de 2009
     13:14
     

    gravatar

    1*Os três maiores filósofos da Antigüidade: Sócrates, Platão e Aristóteles. Esses três filósofos cada um a seu modo, marcaram profundamente a civilização européia.

    2*Sócrates talvez seja a personagem mais enigmática de toda a história da filosofia. Ele não escreveu uma única linha e, não obstante, está entre os que maiores influências exerceram sobre o pensamento europeu. Seu fim trágico talvez seja o que o tornou famoso até mesmo entre os que conhecem pouco de filosofia.

    3*Sócrates não teria se tornado um filósofo famoso se apenas tivesse prestado atenção ao que os outros diziam. E é claro que também não teria sido condenado à morte por causa disso.







     Matheus Felix Ubendorfer 6ªC
     terça-feira, 25 de agosto de 2009
     00:44
     

    gravatar

    Quem foi Sócrates?
    Idéias principais:
    1-Fala dos filosofos pre-socráticos e da filosofia.
    2-Como era Sócrates e fala da Platão.
    Arte do diálogo
    3-Fala da mãe de Sócrates,objetivo era fazer com o trabalho da mãe a partir do nascimento.Sócrates ensinava os cidadãos de Atenas e o que o cidadãos queria fazer com ele.







     Felipe Salerno 6ªB
     terça-feira, 25 de agosto de 2009
     00:51
     

    gravatar

    1)Sócrates foi o primeiro filósofo nascido em Atenas onde passou toda a sua vida.

    2)Sócrates não escreveu uma unica linha e, não obstante, esta entre os que maior influência exerceram sobre o pensamento europeu.

    3)Apesar disso, não é muito importante saber quem Sócrates "realmente" foi.É sobretudo a imagem que Platão pintou dele, que inspira o pensamento ocidental há quase dois mil e quatrocentos anos.







     Guilherme Prada 6C
     terça-feira, 25 de agosto de 2009
     02:34
     

    gravatar

    1. Sócrates (470-399 a.C.) talvez seja a personagem mais enigmática de toda a história da filosofia. Ele não escreveu uma única linha e, não obstante, está entre os que maior influência exerceram sobre o pensamento europeu.

    2.Dizem que a mãe de Sócrates era parteira, e o próprio Sócrates costumava comparar a atividade que exercia com a de uma parteira. Não é a parteira quem dá à luz o bebê. Ela só fica por perto para ajudar durante o parto. Sócrates achava, portanto, que sua tarefa era ajudar as pessoas a “parir” uma opinião própria, mais acertada, pois o verdadeiro conhecimento tem de vir de dentro e não pode ser obtido “espremendo-se” os outros.

    3-Fingia que não sabia de nada, Sócrates forçava as pessoas a usar a razão.

    Sócrates se utilizava de meios próprios para fazer as pessoas usarem a razão. Por isso ele foi o pai da Filosofia.







     Henrique Molina 6ª
     terça-feira, 25 de agosto de 2009
     14:30
     

    gravatar

    1. Ele gostava de passar seus conhecimentos aos outros, no caso seus discípulos.

    2. Sócrates era feio de doer. Era baixo e gordo, tinha olhos que pareciam querer saltar das órbitas e o nariz arrebitado. Mas seu interior era “absolutamente maravilhoso”, com isso chegamos a uma conclusão de que Sócrates era um homem muito culto.

    3. Ele era um homem que gostava de discutir não dialogar, com isso ele fazia seus dicípulos aprenderem com mais facilidade, e el também aprendia dessa forma.

    :)







     Rodrigo Pacheco 6C
     terça-feira, 25 de agosto de 2009
     14:32
     

    gravatar

    - Sócrates mesmo sem escrever uma única linha se tornou o mais importate filósofo devido a sua expressão de sabedoria;
    - Passava horas conversando com todos os tipos de pessoas pois acreditava que objetos não poderiam ensinar nada mas pessoas sim;
    - Utilizava de sua sabedoria para realizar perguntas que arrancasse dos ouvintes uma resposta racional;
    - Priorizava a razão do ser humano.







     Gabriel Takaka 6ªC
     terça-feira, 25 de agosto de 2009
     14:44
     

    gravatar

    1)Sócrates,Platão e Aristóteles foram os três filófos mais conhecidos na antiguidade e até hoje mesmo depois de suas mortes continuam sendo os mais famosos e são considerados os maiores filósofos da história.

    2)Sócrates era muito feio,mas seu interior era o mais lindo que existia e que ja existiu.Ele não queria ensinar as pessoas,mas sim com o dialogo ele queria aprender mais.

    3)Conhecemos a vida de Sócrates através de seu discipulo Platão que tambem é considerado um dos maiores filófos da história,ele fez algumas anotações de seu dialogo com Sócrates,mas afinal não temos certeza se todos os dialogos são perfeitamente ditos por ele.Sócrates sempre será um grande mistério!







     Anonymous
     terça-feira, 25 de agosto de 2009
     22:15
     

    gravatar

    Matheus Pinheiro-6ªC

    1-. Sócrates (470-399 a.C.) talvez seja a personagem mais enigmática de toda a história da filosofia. Ele não escreveu uma única linha e, não obstante, está entre os que maior influência exerceram sobre o pensamento europeu.
    2-. a mãe de socrates era parteira, e ele se comparava a ela, pois, ela não dava a luz a criança, ela só ajudava a criança nascer, e ele tambem não fazia a pessoa a aprender a pensar, porque ele sabia que elas ja sabiam, ele só fazia com que elas descobrise o pensamento .
    3-. Sócrates era feio de doer. Era baixo e gordo, tinha olhos que pareciam querer saltar das órbitas e o nariz arrebitado. Mas seu interior era "absolutamente maravilhoso", conforme diziam. E mais: diziam que se poderiam vasculhar o presente e o passado e não se encontraria ninguem comparável a ele







     kala
     terça-feira, 25 de agosto de 2009
     02:28
     

    gravatar

    o professor ta aqui o

    os tres principais filosofos socrates platão e aristoteles

    a filosofia na natureza dos pre socroticos porque viveram antes de socrates

    que socrates não teve uma vida mais feliz







     Tweets that mention Quem foi Sócrates? | blogfilosofiaevida.com -- Topsy.com
     terça-feira, 25 de agosto de 2009
     10:39
     Unknown browser

    gravatarUnknown browser

    [...] This post was mentioned on Twitter by Nagib Anderáos Neto, Prof. Francisco. Prof. Francisco said: Quem foi Sócrates? http://bit.ly/awZEVN [...]





Deixe o seu comentário!

(required)

mrgreen neutral arrow idea ? ! -) roll twisted evil cry oops razz mad lol cool ??? shock eek sad smile grin

Notifique-me de novos comentários via e-mail. Você também pode se inscrever sem comentar.